O projeto de livro educacional

Espaguete e Picolé na terra do vento

Como existe um arquivo imenso de fotografias da viagem Rota Austral realizada em 2001, elas também estarão no livro, assim como o documentário da viagem. A nossa ideia é transformar o livro em uma ferramenta de mobilização dos jovens através do engajamento das escolas.

O livro respeitará as distâncias, locais, acidentes geográficos e toda a história da região. Desta forma tive a ideia de criar links, QRCodes em centenas de lugares que incrementarão o livro com muitas informações.

Por exemplo; quando cito um golfinho tem um link para a espécie verdadeira de golfinho. Se falo de correntes coloco um link sobre as correntes locais, se cito um nome histórico relativo a um canal, ou uma ilha o leitor ou leitora saberá quem foi esta pessoa. Os links serão textos, fotos, mapas e filmes.

Tudo estará concentrado em uma plataforma que pode ser programada mesmo depois do livro lançado, incrementando informações relativas a questão ambiental e história, tornando o livro um elemento vivo que pode manter uma comunicação com os jovens. O livro terá também muitas ilustrações dos personagens, como situações vividas.

O Espaguete e o Picolé terão páginas próprias nas redes sociais para poderem se comunicar com os jovens mesmo depois de terem lido o livro. O livro será rico em mapas, dicas de viagem, e um espaço para o próprio leitor fazer as suas anotações. Ao ler o livro o jovem/a jovem poderá mergulhar em informações interdisciplinares.

Espaguete e Picolé na Terra do Vento não será apenas um livro a mais que foi lido. A ideia é de criarmos uma série de livros que terão continuidade, sempre abordando temas importantíssimos a respeito da preservação do nosso planeta.

Toda a inspiração da criação do livro está espelhada nas minhas experiências que adquiri em minhas viagens, e depois de tanto explorar e conhecer os mares que naveguei decidi escrever uma história sobre um garoto velejador e seu cachorro que saem pelos mares para investigar a questão do plástico que vem envenenado milhares de seres marinhos.

O contato com a natureza vai tocar o Espaguete e no decorrer da sua viagem ele vai descobrindo que existe um outro oceano a ser explorado. O oceano de dentro. O início da história mostra que o Espaguete tem muita imaginação e que elas o levam para lugares tão reais dentro dele, que surge uma necessidade muito grande de viajar. A necessidade que habita dentro dele se torna o propósito que o faz empreender todo o planejamento da sua viagem.

O que eu percebo hoje em dia é que os jovens estão distraídos, perdidos em pensamentos vazios que são estimulados pela comunicação rasa e desnecessária que trafega nas redes sociais, ou em games. Tudo isto está fazendo os jovens se distanciarem das suas conexões e se perdendo no mundo digital ilusório. A consequência é a falta de habilidade de se enxergar internamente e se conectar com os seus propósitos. O Espaguete percebe que fazer o certo é seguir o que a sua intuição diz, e ele a percebe porque ele tem um propósito. Isso eu nomeio de conexão com a sua imaginação.

Ele mostra em sua viagem que o que imaginamos é possível virar realidade. Mas ele vai além em sua expedição. Mesmo nas situações mais difíceis ele tem uma confiança e um determinação impressionante, porque ele entendeu que quando ele é fiel aos seus valores e princípios, uma Luz ascende dentro dele. Esta é uma Luz banhada de entusiasmo e confiança.

Esta Luz é percebida pela Grande Luz da Vida, então ele entra em consonância com a sincronicidade, e os eventos que vem em sua vida, aparecem para ajudá-lo a chegar aonde ele precisa chegar. Muitas pessoas correm atrás das coisas, umas poucas atraem para a sua vida a prosperidade. Desta maneira o Espaguete mostra o quanto é importante imaginar e explorar. A sua curiosidade pelo mundo é também uma mola propulsora de suas ações.

É comum as pessoas que empreendem serem percebidas como seres sortudos, ou que as coisas vem fácil, mas esta é a visão de quem não aprendeu a criar dentro de si um universo de possibilidades, e passam a vida vagando por desejos que não se realizam, porque não aprenderam a se conectarem com o seu propósito e as suas necessidades.

 

Este é o objetivo do livro. Pescar estes jovens que estão na época da vida onde começam a fazer as suas escolhas. O Espaguete e Picolé na Terra do Vento tem o objetivo de inspirar e despertar estas mentes antes que eles se percam no vazio, e incentivá-las a acender esta luzinha dentro de cada um.

Contato

Beto Pandiani

+55 11 992825649
pandiani@terra.com.br

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

© Beto Pandiani